domingo, 8 de janeiro de 2012

Meu desamor


Eu vou sofrer o eterno dissabor dos meus amores. Que os torno desamores, que me dominam feito temores. Tenho a habilidade da conquista sob deveras apreço, mas sofro da impossibilidade de cultivá-la. Conheci os melhores corações, pena, porém sempre tendi as paixões efêmeras. Conheci as melhores pretensões, pena, porém sempre as troquei pelas tensões transitórias e aventureiras das paixões. Fui amado pelas mais graciosas almas, mas nunca tive a calma de saber aprecia-las como um sujeito sob as exigências da maturidade. Quantas eu deixei de encarar sobre a qualidade de compromisso que amor com meigo modo solicita? Quantas eu me resguardei da sincera entrega que o amor suscita? Nunca promovi uma singela se quer história de amor. Talvez eu morra sem um amor por não saber uma linda história de amor escrever. Eu não sei amar até mesmo quem assaz fez por merecer. Eu vou morrer sem um amor e sem o mais deleitoso e encantador dizer a outrem;

- Eu amo você!

Por Dias, Anderson

6 comentários:

S.A. disse...

lindo o que vc escreveu...
tão lindo que acabei compartilhando no meu facebook por ser exatamente o que estou sentindo no momento...
Vc descreveu o que se passa aqui dentro comigo com as palavras exatas...
coloquei no facee que vc é o autor do escrito ok?!
espero que não se incomode....

Dias, Anderson disse...

Não há problemas meu caro. Grato por mencionar minha autoria. E fico feliz devido o texto ter tocado um alma que se identifica a essência do mesmo.

Paz!

Elaine disse...

Olá...Nossa! muito lindo o que escreveu, queria poder ter essa sensibilidade para expor com tanta destreza sentimentos que sendo ou não seus conseguem tocar o outro.
E obrigada por compartilhas esse dom conosco.

Bjos**
Saudade!

Luiza F. Nunes disse...

Uma saudade grande daqui.
E as palavras continuam lindas. Beleza que invade o corpo e atinge a alma.

Um beijo =*

Ana Paula disse...

Estou encantada com seus textos! muito bom!! virei fã!
pode usar Ctrl+c Ctrl+v? :P

Dias, Anderson disse...

Ana Paula,

Sim, pode transmitir a mensagem.

Peço ao menos que cite minha autoria.

Att,