domingo, 23 de junho de 2013

Sobre a Loucura



Andar-se-á sobre a loucura,
Da loucura irás regressar,
Com pesares,
Aprendizagens,

E um pouco de saudades de lá.

Por  Dias, Anderson

domingo, 2 de junho de 2013

"Eu sonhei...

...ensaiando a vida, quando acordei já estava encenando-a sem a possibilidade de voltar a cena."

Por Dias, Anderson

sábado, 1 de junho de 2013

Como Um Cadeado



  Eu quero encontrar as veredas da paz.
As aberturas da tranquilidade que não sinto mais.
Tudo, tudo parece tão pesado,
Mínimos detalhes como pesos acumulados,

De outras eras, muitas eras.
Eu que sempre levei as coisas no riso.
Os risos hoje não são tão presentes,
Nem mesmo entre os queridos entes.

Quando são agora cumprem simulacro.
As lágrimas desejam escorrer e correr
Mas como fortaleza, eu me lacro.
As dores não desaguam...

Não correm o meu rosto,
Não respingam o meu peito.
Não conto nada a ninguém,
Ser um cadeado é o meu pior defeito.