domingo, 31 de março de 2013

"Deixe...

...os seus melhores sentimentos florescer(erem), uma nova e linda parte do seu ser irá brotar."

Por Dias, Anderson

"Harmonia...

...universal,
Homeostase Espiritual.
A paz não escolhe ritual,
No plano superior todo homem é igual."

Por Dias, Anderson

sábado, 30 de março de 2013

"Quando nos atemos...

...meramente as aparências, abortamos mais uma história de amor. O amor nasce na genuinidade, na simplicidade e na humildade das pessoas. Enquanto o status tiver mais relevância que o real significado do amor, continuaremos homicidas de possíveis vivências amorosas. Isso cabe para mim, para ti, para todos nós. Infelizmente!"

Por Dias, Anderson

Vela


Vela de acender,
Ela,
Vê-la ascender.

Por Dias Anderson

sexta-feira, 29 de março de 2013

"Alquimia...


... magia.
Alquimia ao verde.
Alquimia ao gato que mia.
Alquimia pra mim, pra ti.
Alquimia no amor.
Alquimia pra vida."

Por Dias, Anderson

Só Um Pouco



Deixe-me poetizar,
Deixe-me falar um pouco de mim.
Um pouco que diz muito.
Um pouco que assusta.

Um pouco que ajusta.
Um pouco que ofusca.
Um pouco que me faz
Real, louco, sonhador, compraz.


Deixe-me versar, conversar
Sobre a minha paz, minha cura.
Não vou deixar de te falar,
Eu sou o pouco que você procura.

Um pouco da sua estrutura.
Um pouco da sua vida presente e futura.
Deixe-me falar um pouco de mim.
Puro, seguro, maduro. Eu juro, eu sou assim!

Por Dias, Anderson

terça-feira, 19 de março de 2013

sexta-feira, 15 de março de 2013

A Dama e o Coração Vagabundo



Ela vem de lá,
Me ganha na simpatia.
Brinca com o meu olhar,
Não sei se devo chegar.
Fico entorpecido, meio perdido
Sem saber o que falar.
Não sei se ela é de compromisso,
Nem coragem eu tenho para perguntar.
Só reajo na bobice do meu sorriso,
Percebo que o que sinto,
É desgovernado, já não conduzo.
E das palavras que mais queria,
Eu me retraio, nem as uso.
Ela me olha, sorri,
Ela derruba meu mundo.
Me dá piripaque, um baque
Me deixa todo confuso.
Na incerteza afundo.
Mas estou certo,
De que ela é dama,
Que segura na mão
As rédeas de um coração vagabundo.

Por Dias, Anderson

segunda-feira, 4 de março de 2013