quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Breve, brava passagem


Eu, filho de André, aquele, o corajoso, o viril, clamo a Ti. Oh Eloá por quê fostes? A nós fizestes chorar. Eloá, Eloá, tire de nós os sentimentos insensatos, inconseqüentes, maldelazentos e desgraçados que contaminam o mundo, nossas casas e comunidades, uma massa inteira hoje chora. Iscariostes,nem mesmo ele pode suportar, chora hoje também. Foi forte, cruel e desleal, mas sua força se faz presente em nosso meio, permita viver aquela que comanda. Que sejamos comandados então em justiça, que ela preencha sua ida, sua precoce ida.

O amor foi falso, um calço inescrupuloso, registrado infelizmente na história, nós estamos no apogeu da indignação, sua riqueza tão simples se foi, sem preencher as linhas de sua missão.
Desculpe Eloá isso é minha concepção. Sei que desconheço sua intenção, mas, por quê foi assim? O mal foi covarde, eu senti isso, eu notei que o mal é covarde!

Eu disse que você se foi sem preencher as linhas de sua missão, contudo, eu posso estar errado, sei que posso! Enfim as loucuras acontecem, a fim de desorientar os mais mestrados. Sua ida foi sim, mui dolorosa aos nossos corações, foi sem ao menos beijar sua origem, mas teve de beijar o amargo do rosto do demônio, Sinto dor, odor ruim se exalou, pasmos, humanos tristes, o mundo assim se tornou, devida sua ida.

Tudo bem!?

Amanhã todos nós iremos voltar as nossas obrigações, talvez entendendo melhor, ou ainda se injuriando, talvez procurando conhecer-nos mais, junto, aqueles que seguem conosco, ou ainda entendermos que tudo acontece por parte, e que suas partes partiram a fim de dar uma nova partida a vida dos que se enfraqueceram por alguma parte partida de suas vidas. Eloá, digo à ti, você venceu o mal, sim você venceu, de você renasceram velhas vidas. Você de corpo e alma se entregou com isso a vida e seus valores à ti são mui gratas, e o mais lindo é saber que seu coração ainda bate em meio a esse mundo que precisava de sua breve, brava passagem.

Eu, filho de André, aquele, o corajoso, o viril, agradeço a ti, Eloá, intensamente.

Por Dias, Anderson

Um comentário:

dealmeida.gf disse...

Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,Palmas, Palmas,simplismente palmas, aplausos e a esteria...
Palmas,Palmas, Palmas,Palmas.