sábado, 27 de fevereiro de 2010

Ele


Ele tão querido

Ele tão amado.

Partiu...

A uma nova empreitada,

Partiu...

Deveras corações,

Mas, foi com consciência

Pois, é grande homem e sabe o que faz.

É referência, e parece-me tão reto.

Quão veraz, quão franco, tão da paz.

Partiu...

Entristeceu a muitos.

E foi forte tanto quanto inusitado,

Ele se foi e talvez eu também vá.

Por, Dias Anderson

Um comentário:

Rafaelle Costa disse...

menino, por onde vc anda??? bjo