segunda-feira, 5 de julho de 2010

A onda


Eu vou à onda amar,
Eu vou à onda mor.
Eu vou à onda do mar,
Eu vou à onda do amor.

Por Dias, Anderson

4 comentários:

Cristiano Guerra disse...

Muito interessante!
Eu sou fã de jogo de palavras.

Então, montei um selo; e tou mandando para os blogs que maus leio, como reconhecimento. E seria injusto não enviar pro seu. Se aceitar, depois diga como te envio.

Abraço

Larissa disse...

Primeira vez em seu blog, que achei vendo um comentário seu em um dos blogs que acompanho. Consequência: vou te acompanhar também.

Gostei dessa onda.

will rimOlogia disse...

Caro poeta,

Poesia já se faz comum por aqui, pelo visto, não mais apenas este velho marujo, mas outros navegantes descobriram as ondas deste mar de versos, rimas e palavras...

Parabéns pela nova onda! (risos)

Fátima disse...

Bela poesia!

Beijo meu