terça-feira, 4 de janeiro de 2011

"Não interprete...

...erroneamente, se queres de fato propagar a mudança num dado contexto, seja o primeiro a não inferir, a não delatar e gerar sublevação sem JUSTA causa. Seja o primeiro a compreender o que de fato sucede, para depois proporcionar a mudança.

Por Dias, Anderson

Um comentário:

caires disse...

ola meu caro! impossivel as vezes nao ler algo e nao interpretar, pois na minha jornada aprendi que dizemos sem dizer, as palavras vão para alem do que se apresentam, o que desvela essa percepção pra além é o sentimento que envolve a linguagem, as representações que por vezes desconhecemos, pois cada um, cada um falamos mas nao podemos impedir das pessoas nos interpretar...

Abraços...

Cristiano Caires