domingo, 3 de outubro de 2010

Felicidade


Deixa a poesia florescer
Felicidade quando vens brotar
Deixa a poesia alvorecer
Felicidade quando vens raiar.

Sobre a terra,
Sobre o mar,
Sobre mim.

Felicidade quando vens me visitar.
Deixa florescer, deixar alvorecer.
Felicidade vem me visitar,
E deixe-me ser

Feliz na poesia,
No ritmo,
No ser.

Por Dias, Anderson

4 comentários:

A Escafandrista disse...

olha, quanto tempo!!! rsrsrs saudades de v vc lá pelo blog. obrigada por ter visitado anderson, e como vai a facul e o teu trabalho como MC? abraço!

Flor com Espinhos disse...

é tão bom qdo a felicidade faz uma visita...é tão bom...

Hugo Sheikispir disse...

Cara, acho que os grandes poetas, apesar de muitos serem considerados tristes, encontram na poesia uma forma de felicidade, igual como você descreveu no poema... É tipo, falar de felicidade é sentir felicidade, falar de amor, é sentir amor, não tem como não ser! Rsrs... Estou seguindo seu blog. Até mais!

Cristiano Guerra disse...

Deixa vir, deixa vir.

Achei o comentário do Hugo muito digno.

Não some tanto, abraço ;]