sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mudança


Ainda que o aperto do iniciar da escuridão,
Tente tirar-me a concentração,
De minha nova meta, a mudança.

Firmo-me ainda mais para não frustrar-me,
Não quê aquilo que já me ocupou não possa voltar,
Mas sim, que a mudança, mostrou-me que independente do que for...

Só minha postura é o que me faz conquistar...
O velho, o novo, o renovo e aquilo que jamais ousei imaginar!

Por Dias, Anderson

3 comentários:

Flor com Espinhos disse...

se existir perfeiçãoo...este texto o é!...me tocou!

Rafaelle Costa disse...

gostei do blog

Dário disse...

Só dura aquilo que se transforma. A mudança é, pois, a única certeza daquilo que se faz eterno. É terno aceitar a beleza do porvir.

Bonitos textos os seus. Bom lê-los.

É um prazer para mim que você aprecie algum escrito meu.

Paz e luz