segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Primavera


Não há como não sorrir, vossa chegada tem mais cores, mais primores. Lindas são as vidas de vossas flores. Sentir-te-ei nesta vossa passagem, quão bom serás. Quão pura és. Nos campos, o cio da fartura, o brio de vosso aroma traz-me a cura, sempre, instantaneamente. Enchestes deveras minh’alma de paixão e de calma, deitar-me-ei em vossa grama sem o peso de minha talma. Respirar-te-ei fundo nessa era.

Estarei mui bem contigo ó linda primavera.

Por Dias, Anderson

6 comentários:

Sarah Araujo disse...

E viva as flores!!!!
Adoro passar por aqui...
Vc escreve bem tem um toque todo especial ao falar das coisas!!!
bjooo

Luiza F. Nunes disse...

Oii, to bem sem tempo com a semana de provas, mas não resistir em passar aqui!

"Sentir-te-ei" e "Respirar-te-ei", adorei o uso do "ei" porque resgata um pouco o português antigo. Pouquissimos ainda usam esse termo, eu quando posso uso também.
Quanto a primavera, ela é linda, repleta de cores e de doces brisas. É a minha estação favorita, embora que, com as mudanças climáticas, o inverno não é mais inverno, o verão não é mais verão, no outono as folhas não caem e a primavera pode não sobreviver.
E é impressão minha ou vc gosta bastante da primavera?
E pra finalizar, vocÊ definiu esta estação perfeitamente, pude até sentir o perfume das flores...

E vamos bailar a "valsa das flores" !

Grande beijo

E.Suruba disse...

adoro primavera

Velho Marujo disse...

É... o velho Tim já havia premeditado tais sentimentos, a primavera e o amor, tais partes são em comum e se pensarmos bem juntas.

Mas uma primavera e em breve mais um ano passará e com ele algumas sensações e momentos com o mesmo ímpeto passaram, mas outras tantas viram para fazer despontar no raiar de outro dia, a juventude e a beleza do retorno de mais uma primavera.

Dário disse...

Parece que suscita sensações que nos fazem transcender os sentidos.

Dário disse...

Parece que suscita sensações que nos fazem transcender os sentidos.