quarta-feira, 28 de abril de 2010

O presente


Não cobiço mais saber do futuro,
Desejo agora sentir o presente.
Exploda o futuro e que eu seja mais presente.

Aborreci-me de minhas ausências,
Nos tempos que mais necessitava de mim,
Pois, estava eu a pensar no futuro.

Não cobiço mais viajar nas "mil" possibilidades
Que o vindouro me reserva,
Quero apenas gozar do presente e sentir-me nesta hora.

Sem pressa, sem anseio e sem futuro...
Apenas eu a vida e o presente.

Por Dias, Anderson

3 comentários:

Luiza disse...

Confesso que gosto de pensar no futuro, até porque tenho um certo medo dele não chegar a existir.
No entanto, todo AMANHÃ é parte do futuro.
Mas nada se compara a viver o presente, a ser feliz no agora, a aproveitar o presente momento.
É importante garantir que haja um futuro, desde que a gente viva e aproveite o presente.

Um beijo à ti querido =*

Rafaelle Costa disse...

Menino, como é bom ver vc escrevendo. Realmente não há nada melhor do que nos fazermos presentes, se vc pensar bem, somos nós quem passamos pela vida, não é ela quem passa por nós, quando nós nos formos daqui, tudo o mais será vão, temos que fazer valer nossa existência nos presentificando, vivendo o aqui e o agora. Parabéns pela inspiração.

Sarah Araujo disse...

"Exploda o futuro "
Tenho essa sensação de explosão o tempo todo...
Porque o futuro importa tanto e não conseguimos dar o valor devido ao presente...
Adorei o poema...
bjooo