domingo, 30 de agosto de 2009

De mais um parto



De mais um parto eu parto para vida, cada parte por mim escrita é uma parte de mim registrada, partida ao relento, fruto do momento, cada parte, tem seu mundo diferente, ora Terra, ora Marte. De cada parto aprendo por partes cada partida da vida, as idas, as voltas, partida de algoz, partida de vitória, de fel, de glória. A cada parto, parto meu pão, parto meu coração, como também já parti meu colchão, já parti minha paixão.

E de parto a parto, vejo-me partido, por parte perdido, noutra parte sinto-me entendido, de parto a parto, cada parto eu vivo, por parto sou movido, vendido, absolvido, vivido, rejuvenescido, nisso tudo, vejo que de parte em parte tenho crescido. Mas vamos por parte, pois a cada parto torno-me menino, mas quando vejo de um parto uma parte de mim, por mim vencida, que ficou para trás, é porque fui homem, assaz, tenaz, sagaz e veraz.

E foi num parto, daqueles que tu se parte ou parte de vez para vida, na partida da imensa avenida, ainda assim não via saída, mas numa parte escura, num beco encontrei a outra parte de minha jóia partida. Os partos da vida nos ensinam partir, a partir de uma determinada partida, e de cada parto nasce o amor, a angústia, o encontro, a perda, o choro, a alegria, o deleite, a sangria, a guerra, a paz, a vida e a morte.

Parte, partida, parto, nessas lições, eu aprendi a partir, desde meu parto até ao meu último suspiro, pois dali em diante eu irei partir mais uma vez. E deste parto, eu parto para a vida, para a morte, para o vácuo do silêncio, para meu esperado norte. É a forma que eu partir a cada parto, que vai levar-me, não mais por parte, mas sim num todo à minha eterna sorte, buscada nas tantas partidas da vida.

Por Dias, Anderson

5 comentários:

Luiza F. Nunes disse...

A cada partida um novo sentimento, que por vezes partirá e partirá um coração.
É certo que no decorrer da vida partimos muitas vezes, pra começar e recomeçar. Pra ir até o outro lado, chegar a outro ponto e dele partir de novo!
Gostei muito!

Grande beijo

anne disse...

Muito bom!!!
Seus textos estão cada vez melhores Ander..
Parabéns!

s/palavras...

elaineadsd disse...

UAU, estava inspirado heim!!!!
A maioria dos seus escritos sempre mostra um pouco ou muito daquilo que sente. Acho que o sentimento mudou.
Mosrtrou a mim uma nova vertente.
Continue assim. Parabéns!!!!

Katheryne Nazer disse...

Lindo: parto - de "partir" - ir-se...
parto - de "dar à luz" - nascer... Contradições, belíssimas da vida, não é?
Gostei muito e sempre, Kathy

Dário disse...

A nossa somos nós próprios que fazemos. Para construí-la é necessário acharmos que, por vezes estamos recomeçando. Sabe aquelas sessões de desapego? Pois é, depois de cada uma delas somos seres diferentes. Então cada parto é na verdade um novo degrau que colocamos a nossa frente. Sempre em frente.

Muito bonita a sua prosa poética.

Luz e sabedoria(para as tuas escolhas)